Por que doí o umbigo?

  • Categoria: Saúde
  • 735 Visualizações

O umbigo, quando ainda éramos um pequeno e frágil feto, era o meio encontrado pela natureza para que o alimento ingerido pela mãe também pudesse chegar ao bebê pela corrente sanguínea, além de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento humano nos primeiros meses de vida. Assim que o bebê nasce, o cordão umbilical e a placenta também saem, não tendo mais serventia nenhuma para organismo humano. Depois de cortado, um pequeno pedaço do cordão umbilical fica preso ao corpo do bebê por até uma semana e, depois, acaba por cair sozinho deixando uma pequena e vitalícia cicatriz.

Após todo este processo, o umbigo não tem função nenhuma no corpo do ser humano, porém devemos nos precaver de qualquer manifestação diferente que ocorrer nesta região. Primeiramente, os cuidados com a higiene devem ser fundamentais, como a limpeza frequente na hora do banho, mas não muito profunda, pois neste espaço há indícios de pele morta, suor, sujeira, gordura e tecido.

Algumas pessoas já se queixaram de dores na região do umbigo. Estas dores podem ter causas diversas tanto em homens quanto em mulheres e, a qualquer sinal, um médico deverá ser consultado para diagnosticar alguma possível doença e prevenir de demais problemas. Cada problema tem um tratamento em específico, sendo analisada e tratada com um médico especialista

As causas de dores no umbigo podem ser:

INFECÇÕES: algumas infecções que são instaladas nesta região do corpo, tendem a provocar dores no umbigo. A infecção na bexiga, também conhecida como cistite, infecção do trato urinário (também conhecida por ITU) e infecção no estômago podem provocar estas dores, que geralmente vem acompanhadas de sensação de barriga inchada, vômitos e até cheiro forte e sangue na urina.

HÉRNIAS: As hérnias fazem com que alguns órgãos internos, como a bexiga ou o intestino, comecem a fazer pressão no abdome por saírem de seus locais de origem, causando dores no umbigo ao se realizar alguma atividade física mais complexa ou ao urinar.

GRAVIDEZ: Grande parte das mulheres que estão no final da gestação sentem dores no umbigo, por conta da falta de espaço e a movimentação do bebê e ao aumento do tamanho da barriga. Alguns outros aspectos também podem ocasionar estas dores, como a utilização de piercing na gestação, infecções na região, hérnias, alterações no corpo da gestante e umbigo saliente.

APENDICITE: A Apendicite é uma doença que faz uma inflamação no apêndice, causando dores por conta da infecção por ela causada. A apendicite também pode causar náuseas, febre, perda do apetite e úlcera.

CISTOS DO OVÁRIO: Os cistos nos ovários são bolsas anormais no organismo, compostos de fluídos corporais. Se uma mulher é acometida por estas enfermidades, pode sentir dores no umbigo.

PANCREATITE: O pâncreas é uma glândula que produz enzimas necessárias para o organismo, que auxiliam na digestão e na condução de açúcares das células. A pancreatite é uma inflamação no pâncreas, que pode gerar vômitos, náuseas, indigestão e dores na região do umbigo.

INTOXICAÇÃO ALIMENTAR: Após um indivíduo ingerir alimentos de má procedência, sem condições higiênicas de preparo e armazenamento, o mesmo pode sentir dores abdominais e no umbigo, náuseas e vômitos momentos após a ingestão destes alimentos.

PRÁTICA DE ALGUNS EXERCÍCIOS: Pessoas que possuem o hábito de prática de exercícios podem acabar se lesionando na região do abdome por conta do grande esforço envolvido nestas atividades.

ÚLCERA: A úlcera é um tipo de lesão aberta que pode acometer nos órgãos internos de nosso corpo. Se o caso ocorrer no estômago, o indivíduo pode sentir dores agudas no umbigo, que podem aumentar por conta da ingestão de alguns alimentos.

OUTROS PROBLEMAS: Alguns outros problemas também podem ocasionar a dor no umbigo, como a utilização de piercing, problemas da vesícula biliar, Doença de Crohn, realização de algumas cirurgias, diverticulite, dentre outros.
Algumas pessoas também podem se queixar de dores em regiões próximas ao umbigo, que igualmente devem ser avaliadas por um médico especialista:

DORES PRÓXIMAS AO UMBIGO: indigestão, gravidez e infecções.

DORES ABAIXO DO UMBIGO: cólicas menstruais, hérnias, úlceras, infecções, constipação e doença da vesícula biliar, abortos ou pós curetagem.

DORES EM VOLTA DO UMBIGO: tumores, apendicite ou estresse nos músculos.

DORES ATRÁS DO UMBIGO: úlceras, infecções da vesícula biliar e inflamação no apêndice.

Assuntos Similares

Comentários: