O que pode ser quando a pessoa vomita sangue?

  • Categoria: Saúde
  • 12755 Visualizações

A presença de sangue no vômito pode ser um fator que causa medo e susto nas pessoas, mas apesar de ser algo um tanto chocante, nem sempre precisa de atenção urgente. O vômito com sangue, chamado de hematêmese, é a regurgitação do que há no estômago somado ao sangue, ou apenas do sangue. Isso, entretanto, pode ser causado pelo fato de engolirmos sangue de um ferimento da boca ou até mesmo de um sangramento no nariz.

É preciso, entretanto, ficar atento, já que também pode se tratar de um sinal para casos mais graves, como ruptura de órgãos ou lesões internas. O sangue pode ter três cores quando presente no vômito: vermelho vivo, vermelho escuro, ou marrom (sendo que este último se parecerá com grãos de café, quando expelido). Grandes quantidades de sangue no vômito podem ser sinais de alerta, assim como sintomas associados, como tontura e mudanças na respiração. Deve-se levar o indivíduo para a emergência o quanto antes.

Quais são as causas?

Como mencionamos anteriormente, existem muitas causas para a presença de sangue no vômito. Entre as leves, estão a irritação do esôfago, sangramento nasal, ingestão de sangue e rupturas no esôfago, que podem ser causadas pela tosse crônica. As mais comuns, entretanto, são a úlcera gástrica, efeitos colaterais da aspirina, gastrite, efeitos colaterais de medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (como o ibuprofeno, por exemplo), e a pancreatite, e em crianças podem envolver engolir sangue, má formações do nascimento e terem engolido algum objeto estranho. Por fim, as causas mais graves envolvem doenças como câncer no pâncreas, erosão da camada que reveste o estômago, câncer esofágico, cirrose e hepatite alcoólica.

Sintomas que acompanham o vômito com sangue

Os sintomas que comumente acompanham o fato de estar vomitando sangue são náuseas, desconforto abdominal e dores abdominais, mas em casos mais graves, quando é caracterizado como emergência, pode remeter a outros sintomas.

São eles: tontura, visão turva, mudanças na frequência cardíaca e na respiração, pele gelada e pegajosa, confusão mental, desmaio, dores abdominais intensas e vômitos com sangue após ferimentos e acidentes. Qualquer um desses sintomas, ao aparecer associado com o vômito com sangue, caracteriza urgência e deve-se chamar o serviço de emergência de algum hospital.


Como diagnosticar?

Alguns exames podem ser solicitados pelo médico para descobrir a causa da presença de sangue no vômito, já que muitas são as causas desse evento. Entre os exames mais comumente pedidos nessas situações, estão a tomografia computadorizada, endoscopia, ultrassom, radiografia e ressonância magnética. Além disso, pode-se solicitar um exame de sangue para fazer o hemograma completo. Alguns outros exames podem ser solicitados em decorrência dos resultados obtidos.
Como tratar?

O tratamento dependerá muito da causa, mas existem casos em que a perda de sangue é muito intensa e exige uma transfusão de sangue. Pode ser feita ainda a reidratação por meio de soro nas veias, além de medicamentos para impedir os vômitos. Pode haver necessidade de procedimentos cirúrgicos dependendo do quadro do paciente. Outras medidas podem ser cabíveis de acordo com o diagnóstico dado pelo médico.

Assuntos Similares

Comentários: