O programa HAARP e a manipulação do Clima (High Frequency Active Auroral Research Program)

O Programa de Pesquisa da Alta Frequência de Auroral Ativa (HAARP), é um projeto do Pentágono sobre a física de rádio, que propõe o aumento no conhecimento da natureza das comunicações de rádio de faixas longas, além da vigilância, a partir da flutuação da ionosfera. A instalação remota encontra-se em uma área limpa da floresta negra, apresentando 36 antenas, e se estende por centenas de milhas no Alasca. O programa está sendo testado, apesar de ter sido concluído no ano de 1994 e, segundo John L. Hecksher, do Laboratório de Phillips na base da força aérea de Hanscom, Massachusetts, que atua como gerente do programa, “Embora HAARP esteja sendo administrado pela força aérea e marinha, é puramente uma instalação de pesquisa científica, não oferece nenhuma ameaça a adversários potenciais e não tem nenhum valor como um objetivo do exército”. Isso, entretanto, refere-se a parte publicamente anunciada do programa.

Segundo informações não confirmadas, o programa possui ainda um trabalho secreto que envolve a localização de fábricas de armas enterradas e ainda a alteração do clima sobre um território inimigo. Essa informação provém de um documento interno que foi obtido no ano de 1990, por ciência popular, afirma que as metas para os programas são o controle dos processos ionosféricos, melhorando significativamente o desempenho do comando militar, além dos sistemas de comunicação. Uma das descrições das aplicações indica:

“Manipulação do clima local”, afirmando que quando estivesse terminada, incluiria sistemas de análise e sensores. O campo apresentaria um Instrumento de Pesquisa Ionosférica (IRI), com 360 antenas, projetado para que fossem realizadas modificações temporárias nos remendos da atmosfera superior, excitando ou aquecendo os elétrons e os constituintes deles, assim como os íons com raios focalizados de poderosa energia de rádio.

Para explicar melhor o funcionamento, vamos citar o funcionamento do forno de microondas que, por meio da excitação das moléculas da água com a energia de microondas, aquece os alimentos. São geradas lentes virtuais e espelhos na Ionosfera, e se o IRI funcionar, reduzirá sua densidade relativa para a atmosfera circunvizinha. Quando mais altas as ondas de radiofrequência se radiofundem do chão, mais isso será espalhado para a ionosfera interior.

Há boatos de que houve uma confirmação de um funcionário da força aérea dos Estados Unidos com relação a este projeto, quando ele afirmou em entrevista que “Os Estados Unidos podem controlar o clima”, citando, em seguida, o uso do programa HAARP, respondendo à pergunta de Lisa Murkowski com relação ao programa.

Assuntos Similares

Comentários: