Facebook pode prever riscos de suicídio?

  • Categoria: Tecnologia
  • 1057 Visualizações

Um projeto chamado Durkheim promete usar a inteligência artificial para prever riscos de suicídio. O estudo emprega algoritmos artificiais para identificar palavras e frases comuns entre as pessoas que tenham um potencial suicida. O programa foi lançado em 2 de julho, e tem o objetivo de apontar as taxas de suicídio e os riscos dessa prática por meio do Facebook. O intuito é utilizar a rede social para prever os perigos e as tendências suicidas.

O projeto Durkheim instala um aplicativo em computadores, iOS e dispositivos Android. Esses aplicativos acompanham o que os usuários postam, e enviam dados para um banco médico. A partir daí, a equipe é capaz de monitorar os dados em tempo real, escolhendo os padrões que podem levar ao suicídio.

O projeto monitora o conteúdo do Facebook, Twitter e LinkedIn, além de armazenar informações de um dispositivo móvel do usuário. Um banco de dados na Escola Geisel de Medicina, da Universidade de Dartmouth, vai acompanhar a localização dos usuários e as mensagens.

Os responsáveis pelo estudo afirmam que esse monitoramento poderá resultar em intervenções oportunas por profissionais de saúde mental. Os estudos já mostraram que mais de 65 por cento dos usuários que cometeram suicídio utilizavam palavras-chave ou frases específicas em redes sociais.

O estudo aponta que a cooperação entre os profissionais de saúde mental e especialistas em tecnologia, pode identificar a relação entre as mensagens do Facebook e a atitude negativa que pode levar uma pessoa à morte prematura. O projeto tem o objetivo de ajudar a reduzir os índices de suicídio.

Via Livescience.

Assuntos Similares

Comentários: